Como Fazer Óleo de Abacate

oleo de abacate para cabelos

O grande problema com a maioria dos óleos industriais é que, apesar das centenas de benefícios que os óleos apresentam nos estudos, a indústria não consegue reproduzir a qualidade.

A maioria vem tão diluido que as propriedades se perdem completamente. Neste caso, aquele óleo de abacate que você leu em algum blog ser tão maravilhoso para os cabelos e  que, ao encontrar na prateleira do supermercado, te faz dar pulinhos de alegria, no final, vai ser o mesmo que passar óleo salada nos cabelos.

Se você não conhece a procedência e a qualidade de alguma marca de óleos essenciais e vegetais, então, o jeito é fazer seu próprio óleo. Eu prefiro extrair o óleo artesanalmente a ficar na dúvida.

O óleo de abacate é um dos preferidos da nossa cabeleireira, a Ju, e eu, particularmente, prefiro usá-lo para fins medicinais, ingerindo-o. Porém, não liguem para a minha opinião, pois eu sou chata com essa história de óleos nos cabelos (pra mim, cabelo é tecido morto) e a especialista em cabelos aqui é a Ju. Então, se ela diz que é bom , é bom e pronto. (Risos)

A minha parte, como apaixonada por química e laboratórios, é ensinar como extrair  o seu óleo de abacate. Antes de tentar ser didática (tenho dificuldades com isso) vou falar um pouco dos benefícios do óleo de abacate ao ser INGERIDO, pois é desta forma que eu acredito nas suas funções.

O óleo de abacate é constituído de ácidos graxos insaturados e possui alto teor de ácido oléico, que é um tipo de gordura monoinsaturada que colabora para a redução do LDL e aumento do HDL, o que previne doenças cardiovasculares. Os níveis de colesterol também são equilibrados pelo beta-sitosterol, fitosterol presente no abacate que também ajuda na redução dos níveis de cortisol, que é um hormônio liberado em excesso quando estamos em situações de estresse.

Desta mesma forma, ajuda no controle da glicemia e níveis de insulina. Esta situação também está ligada a compulsão alimentar e acúmulo de gordura na região abdominal. Além disso, o beta-sitosterol, faz com que o óleo de abacate, quando consumido durante as  refeições, associe-se às gorduras saturadas dos alimentos, o que acaba bloqueando a absorção dessas gorduras pelo corpo, ajudando na perda de peso.

Por causa, ainda, deste tal de beta-sitosterol, conseguimos melhorar a imunidade ao aumentar a atividade de células que agem contra microorganismos invasores, sendo importante auxiliar no tratamento de infecções e doenças como HIV e câncer. Ainda sobre a ingestão do óleo de abacate, podemos destacar o benefício de um carotenóide chamado luteína, que previne a degeneração muscular e catarata. Em relação a cabelos e pele, o benefício vem por conta da boa concentraçãode vitamina E.

Uso tópico:

Para o uso direto nos cabelos, perguntem pra Ju, mas acho que é pelo fato do óleo de abacate passar a “sensação” de hidratação profunda, além de proteger os fios dos danos solares, assim como outros óleos. Para aplicação na pele, é  um excelente hidratante mas, para este fim, eu ainda prefiro a glicerina. Porém, ele é um ótimo antioxidante tópico, além de ter a função clareadora, auxiliando no tratamento de manchinhas na pele.

Como Extrair o Óleo de Abacate:

Para extrair seu óleo, basta ter 5 abacates a fim de produzir 100ml. Os abacates devem estar bem maduros, quanto mais maduro, melhor. O processo é muito fácil.

  • Amasse os abacates  com o garfo mesmo (ou usar um processador de alimentos) e coloque em um tabuleiro qualquer.
  • Leve ao sol por uns 5 dias e, durante esses dias, mexa a massa com um garfo,de vez em quando. Não é pra ficar bitolada e mexer a massa toda hora não. Mexer umas 4 vezes por dia já é suficiente.
  • Quando estiver no sexto dia de exposição ao sol, o óleo vai soltar da massa e você pode espremer usando um pano de prato limpo ou de alguma outra forma que você achar bem prática e que não te faça perder produto. Minha mãe prefere tirar o óleo com a colher, para que o óleo saia limpinho, sem resquícios da massa do abacate.
  • Agora, se aí na sua cidade não fizer esse sol todo que faz aqui no meu nordeste lindo, então, use um forninho elétrico (controle a temperatura em 40 graus) que fará o mesmo efeito em menos tempo. Deixe no forninho por 3 dias apenas.

Não vá inventar metodologia e colocar o tabuleiro com a massa do abacate direto no fogo. Não vai dar certo. O fogo não pode entrar em contato direto com o tabuleiro, senão você vai fritar a massa.

Então, é só guardar seu óleo (não precisa ser na geladeira) em um vidrinho higienizado e ingerir ou usar no cabelo, sei lá. Faça o que você acredita que funcione.

Beijos da Lô.

author avatar

Engenheira e pesquisadora. Adoro fazer testes e fórmulas exclusivas para o PB. Amo química, neurociência e sorvete.